Archive for the ‘Restaurantes’ Category

h1

É experiência, É!

January 27, 2009

Nunca havia tido a oportunidade de conhecer o restaurante É Gastronomia. Confesso que sua fama de “careiro” me manteve um pouco afastada, mas, como já havia feito dois deliciosos cursos com o Chef Douglas Van Der Ley, a curiosidade era constante. Finalmente com muitos bons motivos para comemorar, enfrentamos a pedida.

Desde a entrada, o ambiente me surpreendeu. Musica excelente, luz baixa (talvez até baixa demais), o vermelho chique da decoração sem exageros, agradável, confortante, nada como imaginava.

O menu é bastante variado, com muitas opções e diversos ingredientes desconhecidos até para quem acha que já leu muitas receitas na vida. Para entrada, experimentamos os Pastéis da Noruega, recheados com cream cheese, salmão e ervas; sabores que se misturam criando uma deliciosa mistura. Outra opção estrageira – e excelente – é o Camarão Tailandês, crocante e levemente recheado, servido com molho agridoce.

Para o prato principal, todos os que levam o nome da casa são satifação garantida: Camarão É e Filet É (impossível lembrar dos ingredientes, mas funciona bem!). O meu escolhido foi uma mistura de camarões, queijo gruyère e maçã, servidos lindamente em uma grande concha do mar, acompanhados de molho oriental e cuscus marroquino. Deliciosos! Sem falar que todos os pratos são verdadeiras obras de arte, arquitetados desde a montagem, cores, texturas e, o mais importante, sabores. Demais! Me arriscaria a dizer que, para os mais ousados, todas as opções são uma boa pedida.

Para fechar a grande noite: um sobremesa surpresa. Linda! Sem dúvidas o É é um restaurantes de sensações, especial, para momentos especias que merecem comemoração, boa conversa e uma excelente gastronomia.

h1

Engenho de Tomates!

April 30, 2008

Para quem é chegado a uma pizza ou a um molhinho de tomate, já está nas bancas a edição 23 de Revista Engenho de Gastronomia, que tem o tomate como artista principal. Além de pratos sofisticados com o fruto, a edição traz as receitas dos tradicionais molhos advindos do tomate feitas pelo italianíssimo Francesco do Don Francesco Trattoria – de dar água na boca! E para substituir qualquer água, ela traz também receitas criativas de drinks a base de tomate. Aproveitem!

h1

Ponte Nova

April 5, 2008

Por motivos acadêmicos fui almoçar no Restaurante Ponte Nova nessa sexta-feira, único dia da semana que ele abre para almoço. Estávamos decididos a analisar tudo e todos, desde a brigada, ao serviço e à cozinha. Alguns minutos depois, deixamos as observações de lado e começamos a curtir o lugar. Com uma música ambiente muito bem selecionada tocando clássicos em diferentes versões leves e uma decoração de muito bom gosto, o Restaurante tem um clima que, apesar de sofisticado, nos deixa bastante a vontade. Um painel ocupando toda a parede com uma imagem de 1914 da Rua da Aurora com a Conde da Boa Vista faz as homenagens a nossa cidade e a um tempo – e algumas lindas palmeiras – que não voltam mais.

No cardápio reduzido, que tem a proposta de variar de quatro em quatro meses, é visível a combinação de ingredientes tipicamente franceses com outros bem regionais como o mel de engenho, a macaxeira e o jerimum. Experimentamos o Couvert Amouse Bouche, que traz uma cestinha dos deliciosos pães caseiros, que de longe sentimos o cheiro, um crostini de presunto com tomate e azeite e o saborosíssimo rocambole de berinjela recheado de ricota e ervas. Excelente para começo de história.

dsc00136.jpg

Para o prato principal a escolha é difícil. Apesar de poucas opções, todas parecem criativamente excelentes. Pensei, pensei e fiquei com o Agneau Pont Neuf, ele não podia levar o nome do restaurante em francês à toa. O resultado foi um cordeiro prensado com um molho concentrado Tai, aquele feito com o sabor restante da panela onde se prepara a carne (imagino eu!), coberto com tomate adocicado de forno e farofa crocante de dendê. Acompanhava também legumes variados grelhados e um arroz jasmine de passas, castanha e amêndoas. Um combinação incrível de cores, sabores e nacionalidades que resultou num prato delicioso e diferente de tudo que já comi. Especial.

Estava louca para experimentar a famosa sobremesa Capuccino de Morango, mas quando olhei o relógio já tinha passado além da hora de voltar ao escritório. Ficou para depois, assim como a análise para trabalho da faculdade, que vou ter que convencer através da minha experiência gastronômica ou terei que passar lá novamente esses dias para “ver” melhor. Acho que é um sacrifício que terei que fazer!

Mas uma coisa deu para perceber, originalidade e muito bom gosto, isso que faz do Ponte Nova um restaurante contemporâneo de sucesso, um verdadeiro Cuisine Tendance, como ele é merecidamente intitulado.

Ponte Nova | Anexo à academia R2 | R. Bruno Veloso, 528 | Boa Viagem | F. 3327.7226

h1

O agradável Tio Pepe

April 4, 2008

Dito e feito, fiquei com fome de novo!

Depois de passar por um dos maiores stresses da minha vida – que nem vale a pena ser citado, porque |ufa| já foi resolvido), saí para um almoço do clube da luluzinha para relaxar. O clube, na verdade, são minhas colegas de escritório da Revista Engenho que é formado majoritariamente – e quase exclusivamente – por mulheres. O lugar escolhido foi o Tio Pepe, e eu adorei a opção já que nunca tinha ido mas sempre ouvi bastante a respeito, já que é um restaurante com mais de 40 anos de história.

amb12_amp.jpg

Com um lindo terraço decorado, clima descontraído, arborizado, e com um vaporizador – fundamental -, o restaurante parece um oásis para almoços executivos. Para quem está acostumado a comer um prato pronto no vuco-vuco da praça de alimentação, onde a coisa mais perto da natureza é a saladinha da McDonald’s, sem dúvidas o Tio Pepe é uma ótima saída e está cada vez mais na lista de almoço daqueles que trabalham na zona sul.

amb1_amp.jpg

Pedimos a novidade da casa que desde do cardápio até a chegada na mesa gerou uma inquietação: o Trifásico, filé mignon recheado com cream cheese e bacon (sem gordura), acompanhado de macaxeira palha, banana à milanesa e risotto de cenoura com cogumelos flambados. Huummm. Bom demais! A banana uma delícia, a crocância da palha então; todos os sabores se combinavam no ponto, nada de exageros, somente muita criatividade. Excelente.

Bem, como achávamos que não ia dar, pedimos também o Dona Pepa, um peixe grelhado com arroz de camarão e batata sautè. Estava ótimo, mas ficou discreto perto do Trifásico. Para sobremesa pedimos o Pernambucaníssimo, que não podia ser nada mais, nada menos do que bolo de rolo com sorvete e calda de goiabada. Fechou com chave de ouro.

Gostei bastante do restaurante. Muito cuidadoso nos detalhes tanto da comida como do ambiente. Totalmente aconselhado.

Tio Pepe | R. Almirante Tamandaré, 170 – Boa Viagem | Setúbal | F. 3341-7153

h1

Pomodoro Café

April 3, 2008

É fato, a minha frase da semana não foi escolhida à toa! Está totalmente adequada à minha realidade, já que antes de ontem fui ao Pomodoro Café e sei que em poucos dias ficarei com fome de novo… chato, não é? Experimentei o prato Medaglione dal Bosco, que serve uma boa porção de risotto de funghi em uma cestinha de parmesão com medalhões de filé ao molho escuro de vinho do porto, estava excelente, apesar do medalhão está fininho, diferente do que pede o figurino.

O Pomodoro, por sinal, está com um novo espaço na frente muito legal, que ainda não está pronto, mas logo será climatizado, terá umas janelinhas de vidro e dará um excelente clima descontraído. Além desse novidade, o Duca Lapenda criou uma mesinha de entradas variadas que você pode se servir com antepastos, pães italianos, queijos, e etc., pesar e levar para a mesa. Adorei a opção já que sou louca por entradinhas e antepastos.

Quem quiser saber mais sobre a casa pode entrar no site deles, que é lindo, tem detalhes do cardápio, fotos e vale pena conferir: http://www.pomodorocafe.com.br.

 

pomodoro.jpg
h1

Pantagruel – O bom desconhecido

February 29, 2008

Muitos de nós sonhamos em ter um restaurante, um bistrô, ou algum negócio na área gastronômica. Meu sonho sempre foi – e continua sendo – ter um restaurante pequeninho em uma bairro calmo, que os garçons conheçam os clientes, me conheçam e tenham um bom momento ao redor de uma mesa servida de boas comidas. Uma das minhas idealizações é o restaurante Pantagruel, que fica na Estrada das Ubaias. Uma casinha discreta e arrumadinha, com a simplicidade da antiga área da zona norte, que me deixa bem confortável.

O Pantagruel sempre era a pedida das noites de dia de semana quando minha família queria se reunir. Mas com essas explosões de novidades na cidade fazia algum tempo que não ia lá. Uma pena ter ficado por um tempo no esquecimento, já que as torradinhas de entradas são as melhores da cidade.

pantagruel-i.jpg

O resultado desses 10 anos de história está em um cardápio harmonioso com clássicos da cozinha francesa, italiana e portuguesa e uma clientela fiel. O frango recheado com damasco e gorgonzola dá motivos para se sair da regra de não se comer frango em bons restaurantes, assim como o camarão com ervas e penne também nos tenta no pedido.

pantagruel.jpg

Com preço justo e ambiente calmo o Pantagruel é uma excelente opção para jantares de família mais calmos, as 10 mesas do ambiente deixam o ambiente bastante reservado. Acredito que se esse restaurante fosse meu – e quem me dera! – só ia trabalhar melhor a comunicação, casa boa é casa cheia! E como toda profissional da área de comunicação, propaganda é fundamental!

Restaurante Pantagruel  | Estrada das Ubaias, 256 | Casa Forte | F. 3442.5563

h1

Leite – muito mais do que tradição

February 19, 2008

O Restaurante Leite foi fundado em 1882, sendo famoso por ser o mais antigo da cidade do Recife. Depois de passar pelas mãos de quatro donos e uma outra localização – ele ficava originalmente na R. do Sol – o Leite é muito mais do que um restaurante de tradição,mas sim um restaurante que oferece atendimento especialíssimo e gastronomia de primeira qualidade.

Os almoços de domingo são famosos por receber famílias que, sem formalidades, ficam até o anoitecer aproveitando o clima da casa. Durante a semana o restaurante também é ambiente para muitos almoços de negócios, mantendo a tradição de ser frequentado por políticos e personalidades.

Hoje, apesar do proprietário ainda ser português, o Leite serve uma cozinha internacioal, com menu bastante variado entre peixes, lagostas, filets e cordeiro, dando destaque ao bacalhau da casa. O couvert também é bastante especial, com patés, pães, torradas e queijos, tudo fresquinho e de um sabor diferenciado. Mas diferenciado mesmo é o bolinho de bacalhau de lá, que, crocante por fora, traz a leveza do peixe e seu sabor delicioso.

17-02-08_1330mod.jpg

Diante da variedade de pratos, recorri a indicação do garçom, e dentro das minhas preferências sugeriu um linguado ao molho de alcaparras e uvas verdes – Linguado a Veronique – , com um acompanhamento de arroz de amêndoas – uma modificaçãozinha para me agradar mais ainda!

17-02-08_1427mod.jpg

Uma delícia. As amêndos estavam cortadas em pedaços, e não em lascas, mas estavam tão crocantes que davam uma dinâmica ao prato – adoro detalhes crocantes! O linguado trazia um sabor especial com as uvas que suavizavam o salgado das alcaparras. Especial.

Para sobremesa ficamos tentados pelos saputis que estavam expostos – fruta da época. Mesmo ao natural parecia que tinham colocado uma calda de açúcar neles; vale a pena comprar os que estão sendo vendidos no sinal, a época é a melhor. E, para finalizar, a famosa e sempre deliciosa cartola do Leite.

Foi um almoço especial, prazeroso. O atendimento, os pratos, os vinhos – a carta de vinhos é riquíssima – a conversa, o ambiente. Tudo sofisticado, porém simples; a comida simples, sem arranjos ou embelezamentos, mas oferecendo o melhor de cada ingrediente. É essa combinação que faz do Leite o melhor – e merecido – restaurante da Cidade.

Restaurante Leite | Praça Joaquim Nabuco, 147 – Centro | Recife | Tel. 3224.7977